SafeIn Segurança de Processo

Indústria que trabalha com pó

HAZOP COM CENÁRIO SIL

O RISCO: Poeiras explosivas

As indústrias de processamento de produtos que em alguma de suas fases se apresentam na forma de pó são instalações com potencial de riscos quanto a incêndios e explosões. São indústrias de armazenagem, secagem e beneficiamento de produtos agrícolas, fabricantes de rações animais balanceadas, indústrias alimentícias, indústrias metalúrgicas, farmacêuticas, plásticas, de carvão e beneficiamento de madeira. Tais instalações devem, antes de sua implantação, efetuar uma análise acurada de seus riscos e tomar as precauções cabíveis, pois na fase de projeto as soluções são mais simples e econômicas. Porém as indústrias já implantadas, com o auxílio de um profissional competente, poderão equacionar razoavelmente bem os problemas, minorando os riscos inerentes. Alguns exemplos de explosões:

Explosão em Paranaguá - Paraná (WEBER, 2005)

Análise Risco de Explosão Análise Risco de Explosão

Algumas explosões ocorridas no Brasil

Local Mês/Ano
Ceval (Pranchita – PR) Janeiro – 1985
Cotrirosa (Santa Rosa – RS) Agosto – 1985
Porto (Paranaguá – PR) Julho – 1986
Canorpa (Apucarana – PR Agosto – 1988
Ceval (Xanxeré – SC) Julho – 1991
Porto (Paranaguá – PR) Novembro – 1991
Porto (Paranaguá – PR) Janeiro – 1992
Coopervale (Assis Chateubriand – PR) Junho – 1993
Fonte: EXPLOSÕES DE PÓS EM UNIDADES DE RECEBIMENTO E ARMAZENAGEM DE GRÃOS DE CEREAIS NA CIDADE DE CHAPECÓ, Andrisio Bet, Chapeco 2010

A SOLUÇÃO: Hazop com cenário SIL

O Hazop (Hazard and Operability Study) tem como propósito identificar todos os eventos de perda de contenção em um processo determinado, os quais terão consequências não desejadas para as pessoas, meio ambientes e patrimônio.

Os membros do time de Hazop identificam o maior número possível de situações não desejadas, através de uma detalhada e sistemática análise das diferentes partes de um determinado processo, na condição normal de operação, nas paradas e partidas.

O criador do método ICI, Ray Knowlton, argumenta que um projeto de um processo é pensado em deixá-lo fazer o que ele é suposto a executar. O Hazop funciona, disse Knowlton, deixando o time de Hazop simular as situações não desejadas em suas imaginações.

Uma vez identificada a perda de contenção, um cenário SIL (Safety Integrity Level-IEC 61508/511) é definido e uma proteção adequada é estabelecida para que o risco esteja em um nível aceitável, isto é, mesmo que aconteça alguma perda de contenção ela será tão pequena que não trará problemas para a planta.

A SafeIn possui na sua estrutura organizacional o profissional Fernando Jorge Bozzetto com formação na Holanda nesta ferramenta, o qual está lançando este mês o livro Hazop na Prática com o objetivo de difundir o estudo na indústria.

Depois ter realizado o estudo de HAZOP e implementadas ações de proteção SIL, a sua empresa estará em condições de produzir com segurança e poderá exigir da seguradora um valor de seguro menor, visto que os riscos foram minimizados e estão próximos de zero.